domingo, abril 13, 2008

O ÓXIDO NÍTRICO MELHORA A TROCA GASOSA E REDUZ A MORTALIDADE EM PACIENTES COM LESÃO PULMONAR AGUDA?

Adhikari NK et al
BMJ 2007; 334:779-787

A lesão pulmonar aguda (LPA) e síndrome do desconforto respiratório agudo(SARA)são caracterizados por hipoxemia aguda, infiltrados pulmonares bilaterais ao exame radiológico de tórax e ausência de hipertensão atrial esquerda. A sua fisiopatologia inclui alteração da relação entre ventilação e perfusão e hipertensão pulmonar. O endothelium-derived relaxing factor (EDRF), descoberto por Furchgott e Zawadzki em 1980, e identificado como sendo o óxido nítrico (NO) por Palmer em 1987 é um vasodilatador pulmonar seletivo que teoricamente poderia beneficiar os pacientes com LPA e SARA. Uma meta-análise publicada em 2003 com 5 estudos randomizados não encontrou nenhum efeito na mortalidade dos pacientes. A recente meta-análise de Adhikari et al incluíu 12 estudos e um total de 1237 pacientes e demonstrou que a utilização de óxido nítrico não reduziu a mortalidade (RR: 1,10; 95%IC 0,94-1,30), duração da ventilação mecânica e hipertensão pulmonar. Por outro lado, o óxido nítrico melhorou temporariamente a troca gasosa mas esta melhora não persistiu por mais de 24 horas. Para completar, os pacientes que fizeram uso de óxido nítrico apresentaram mais disfunção renal. Como o óxido nítrico melhora apenas temporariamente a oxigenação, não reduz a mortalidade e pode provocar disfunção renal, os autores não recomendam o seu uso em pacientes com LPA e SARA.

Flávio E. Nácul