domingo, junho 01, 2008

COMPARAÇÃO ENTRE ETANOL E BENZODIAZEPINAS NA PROFILAXIA DA SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA ALCOÓLICA EM PACIENTES CRÍTICOS

Weinberg JA et al.

J Trauma 2008; 64(1):99-104

Embora o uso das benzodiazepinas seja considerado a standard of care na prevenção e tratamento da síndrome de abstinência alcoólica, o uso do etanol IV é uma alternativa comumente utilizada. Weinberg et al estudaram durante 15 meses, 50 pacientes com história de alcoolismo que internaram em um CTI cirúrgico vítimas de trauma grave. Vinte e seis pacientes receberam profilaxia com etanol IV enquanto 24 fizeram uso de benzodiazepinas aravés de um protocolo próprio do serviço. Os pacientes foram avaliados através da escala Riker de sedação(1= sem resposta, 4= calmo e coopperativo. 7= muito agitado) sendo o objetivo atingir e manter o paciente no grau 4. O grupo que recebeu benzodiazepinas atingiu e se manteve mais facilmente no grau 4 da escala da Riker. Um paciente do grupo que recebeu etanol necessitou ser tratado também com benzodiazepinas e haloperidol. Nenhum paciente do grupo das benoziazepinas precisou sair do protocolo. Os autores concluíram que o uso de etanol IV não oferece nenhuma vantagem sobre o uso de benzodiazepinas na profilaxia da síndrome de abstinência alcoólica.

Flávio E. Nácul