quinta-feira, outubro 30, 2008

NOTA DE FISIOPATOLOGIA: CÁLCULO DO TTKG NOS DISTÚRBIOS DO POTÁSSIO

O grau de atividade da aldosterona nos pacientes com hiperpotassemia e hipopotassemia pode ser avaliado através do cálculo do "transtubular potassium concentration gradient" (TTKG).

TTKG = Ku x OSM p / Kp x OSM u (valores normais: hiperpotassemia > 7; hipopotassemia <5)

Onde: Ku = potássio urinário; OSMp = osmolalidade plasmática; Kp = potássio plasmático; OSMu = osmolalidade urinária.

A presença de um TTKG inferior a 7 num paciente com hiperpotassemia sugere hipoaldosteronismo (num paciente com hiperpotassemia é desejável uma atividade aumentada de aldosterona com o objetivo de reduzir o potássio plasmático). Por outro lado, a presença de um TTKG superior a 5 num paciente com hipopotassemia sugere hiperaldosteronismo (num paciente com hipopotassemia, é esperado uma redução na atividade da alsoterona com o objetivo de aumentar o potássio plasmático).

Exemplo: Ku = 30 mEq/L; Kp = 6, 5 mEq/L; OSMp= 560 mosm/Kg; OSMu = 280 mosm/Kg

TTKG = 2,3 (sugere hipoadosteronismo)

Flávio E. Nácul