sábado, fevereiro 12, 2011

CONSEQUÊNCIAS METABÓLICAS DO USO DE ESTATINAS NA SEPSE

Potential metabolic consequences of statins in sepsis

Brealey DA et al: Crit Care Med 2011

Estudos tem demonstrado que pacientes em uso de estatinas apresentam menor chance de desenvolver sepse grave e aqueles que evoluem com sepse grave tem menor mortalidade. Os autores chamam a atenção para o fato das estatinas reduzirem os níveis de ubiquinona, componente da cadeira respiratória e um importante antioxidante, o que poderia favorecer o desenvolvimento de disfunção mitocondrial, importante fator contribuidor para o desenvolvimento de disfunção múltipla de órgãos em pacientes com sepse.

Flávio E. Nácul