quarta-feira, junho 15, 2011

REVISÃO CLÍNICA: HIPOALDOSTERONISMO HIPORENINÊMICO

O hipoaldosteronismo hiporeninêmico é encontrado em pacientes com diabete melito. Caracteriza-se pela presença de acidose metabólica com anion gap normal [anion gap plasmático = sodio - (cloro + bicarbonato)], anion gap urinário (anion gap urinário = sódio + potássio - cloro) positivo, ph urinário < 5,3 e hiperpotassemia. A maioria dos pacientes apresenta algum grau de insuficiência renal. É uma causa a ser considerada na hiperpotassemia inexplicada.


Obs: o pH urinário esperado numa acidose metabólica é < 5,3. A presença de acidose metabólica com pH urinário > 5,3 sugere acidose tubular diatal (tipo I). No hipoaldosteronismo hiporeninênimo, o pH urinário é o esperado para um caso de acidose metabólica.

Flávio E. Nácul