quarta-feira, novembro 21, 2012

SÍNDROME SEROTONINÉRGICA

Complicação do uso de antidepressivos como os inibidores da MAO, fluoxetina, citalopram, paroxetina, mirtazapina e bupropiona que aumentam a concentração de serotonina nas sinapses. Caracteriza-se pela tríade: 1) alterações congnitivas (confusão mental, alucinação), 2) alterações autonômicas (hipertensão, taquicardia, hipertermia, sudorese) e 3) alterações neuromusculares (mioclonia, tremores, rigidez). O tratamento consiste em suspender a medicação que causou a síndrome e suporte clínico.
 
Flávio E. Nácul