terça-feira, agosto 05, 2014

ALTERAÇÕES COGNITIVAS NO PACIENTE CRÍTICO

Torgersen e cols avaliaram a incidência de alterações cognitivas nos pacientes críticos e observaram que sua incidência é de 64% logo após a alta da UTI, 11% depois de 3 meses e 10% após 12 meses. Jones realizou um estudo semelhante e encontrou uma incidência próxima a 90% logo após a alta da UTI e de 50% depois de 2 meses. Ambos os autores utilizaram o Cambridge Neuropsychological Test Automated Battery (Cantab) para avaliar os pacientes.

Ref: Torgersen J: Acta Anhaestesiol Scand 2011; 55:1044-1051; Jones C: Intensive Care Med 2006; 32:923-6

Flávio E. Nácul