sexta-feira, janeiro 21, 2011

REVISÃO DE CIÊNCIA BÁSICA: FARMACOLOGIA

GRUPOS DE ANTIFÚNGICOS USADOS NA PRÁTICA:

1) Poliênicos: Anfotericina B e Anfotericina B com formulação lipídica.

2) Imidiazólicos: Fluconazol e Voriconazol

3) Equinocandinas: Caspofungina e Anidulafungina

A Anfotericina é fungicida de amplo espectro embora muito tóxica podendo causar febre, tremores, hipopotassemia, hipomagnesemia e principalmente insuficiência renal. A formulação lipídica é menos tóxica. O fluconazol é fungostático, pouco tóxico e não cobre Candida Krusei e Glabrata.Em pacientes não-neutropênicos que desenvolvem candidemia não apresentando instabilidade clínica severa, desde que não tenham recebido profilaxia com derivados azólicos, fluconazol é considerada a droga de eleição para a terapêutica inicial para infecção fúngica. O voriconazol é um triazólico de segunda geração, com disponibilidade de formulações para uso oral e parenteral, compartilhando algumas características farmacocinéticas e de espectro de ação com o fluconazol. Tem amplo espectro de ação antifúngica, sendo ativo contra espécies do gênero Candida, incluindo C. glabrata e C. krusei. A formulação oral tem boa biodisponibilidade, permitindo terapêutica seqüencial segura, e níveis terapêuticos em diferentes tecidos, incluindo o sistema nervoso central. Este antifúngico é metabolizado no fígado, através de enzimas dependentes do citocromo P 450. É necessário ajuste da dose em casos de insuficiência hepática moderada e deve ser medido o risco beneficio nas formas graves de insuficiência hepática. A eliminação da forma ativa por via renal é mínima, não havendo necessidade de ajuste da dose quando utilizada a apresentação via oral. Já a apresentação endovenosa, tendo em vista o acúmulo potencial de excipiente (ciclodextrina) em pacientes com falência renal, deve ser evitada em pacientes com clearence de creatinina inferior a 50ml/min. As equinocandinas são fungicidas para candida e apresentam a mesma eficácia que a anfotericina sem produzir toxicidade renal, sendo considerada drogas bastante seguras. Alterações enzimáticas hepáticas podem ocorrer com a caspofungina. A anidulafungina tem a mesma eficácia e espectro de ação da caspofungina embora seja menos hepatotóxica.

Flávio E. Nácul