segunda-feira, junho 17, 2013

UTI: Menos é Mais!

Uma breve revisão publicada no JAMA Internal Medicine avalia o impacto de tratamentos mais agressivos e comumente direcionados a normalização ou supra otimização de parâmetros fisiológicos e demonstra a superioridade de tratamentos conservadores. Estudos em que tratamentos mais agressivos são utilizados frequentemente estão associados a indução de iatrogenias e a piores desfechos. Vide tabela abaixo:
Referência: WWW.JAMAINTERNALMED.COM doi:10.1001/jamainternmed.2013 .6702 Jorge Salluh